Páginas

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

sexta-feira, 27 de julho de 2018

Lua de sangue


O nome parece horrível, até meio assustador!
Ele acontece quando a Terra fica entre o Sol e a Lua.
Quando esse alinhamento acontece, a Terra formas sombras na Lua e ela pode ganhar um tom avermelhado, por que recebe apenas a luz que passa pela atmosfera da Terra.

Hoje foi dia de eclipse total, de lua de sangue!
Há dias só se fala nisso, pois seria o eclipse mais longo desse século, com mais de uma hora de duração.

Confesso que fiquei ansiosa por ver tudo isso acontecendo - meu pai mora na lua, vocês lembram?
E fiquei esperando a hora, 17:40h, horário em que a lua devia nascer, aqui em São Paulo.

Havia uma névoa/poluição espessa e baixa e quando finalmente a lua surgiu, com mais de meia hora de "atraso", o eclipse total já havia passado, aparecendo  apenas um pedacinho dela iluminado, como uma lua crescente.
E a luz que vinha dela não tinha cor diferente da que costumamos ver quando ela enfeita nosso céu: branco amarelado, sujinho...

Fiquei decepcionada por não vê-la vermelha, laranja, sei lá, mas um eclipse é sempre maravilhoso.
A natureza é maravilhosa!

Não sei quantos eclipses já vi na vida, da lua, do sol.
E sempre me emociono quando penso na imensidão do universo e de tudo que pode haver por aí e a gente sequer imagina.

Muita gente viu, muita gente fotografou.
A tecnologia nos permite gravar essas imagens pra sempre, mesmo que não tenha sido possível ver do começo ao fim, ao vivo e com todas as cores.

Já não se pode dizer "eu vi a lua de sangue" sem que outros milhões de pessoas digam o mesmo.
Muitos, porém, poderão contar que estavam olhando pro céu dia 27 de julho de 2018, quando o eclipse mais longo de século aconteceu.
E quem não viu, por qualquer que seja a razão, ou não se lembrar mais disso, poderá ver as imagens, lindas, que só a natureza pode nos apresentar.

Janeiro de 2019 já tá quase aí. Outro eclipse total vai acontecer. Não tão longo, mas igualmente lindo, tenho certeza.

Quem sabe eu estarei novamente de boca aberta, olhando pro céu, pra ver tudo isso novamente!


quarta-feira, 11 de julho de 2018

VOCÊ SABE PERDER?




Eu nunca entendi direito essa minha relação com os perdedores.
Se dependesse de mim só haveria empates em todas as competições.
Ver a tristeza e a dor de quem se preparou, muitas vezes com dificuldades, por muito tempo e no final das contas, não conseguir alcançar um objetivo é uma coisa que me comove e me incomoda.
Não gosto de ver a dor dos outros.
Nem sei como consegui ser enfermeira por tantos anos, vendo pessoas sofrerem todo tipo de dor cotidianamente.
Talvez eu nunca fique "curada" desse problema, uma vez que depois de 60 anos ainda dói meu coração ver uma lágrima sincera surgindo nos olhos de alguém.
Espero que todos que estiverem lendo essa mensagem só tenham motivos para rir e celebrar, sempre.


COMPRAS ALIEXPRESS #3 - FACAS DE CORTE

COPA DO MUNDO - MESA POSTA