Páginas

domingo, 1 de janeiro de 2017

2016-2017



A gente espera pelas festas de fim de ano por 365 dias e parece que elas sempre chegam mais rápido do que pensamos ser possível.
E cada ano vem ficando mais corrido que o outro, transformando a vida num piscar de olhos!
Ontem à noite era 2016. Em apenas dois segundos, (por que esse ano foi acrescentado um segundo às horas) já era Ano Novo, 2017.
Conversando com a sogrinha essa semana, ela me disse: "Não quero saber de fogos, de festas nem nada disso. Já passei por 95 viradas de ano e enjoei!"
Eu achei muita graça quando ouvi isso!
Quando passou da meia noite de ontem, era possível ver fogos de artifício espocarem por toda parte, inclusive na TV, que mostrava a virada do ano em várias cidades. Desde a hora do almoço ficamos vendo repetidas vezes as imagens da chegada do ano na Oceânia, na Ásia, depois na Europa e assim por diante.
COMO TODOS OS ANOS, igualzinho, sem tirar nem por.
É como se fosse um "déjà vu", uma repetição de todos os momentos e imagens vistos em anos anteriores.
Fiquei pensando nisso e me dei conta de que eu também já estive presente em muitas passagens de ano, precisamente 58, sempre iguais, com variáveis bem pequenas de espaço,.localização e companhia.
Já estive em família, de plantão, na praia, sozinha em casa. De todas as formas o ano chega do mesmo jeito, com hora marcada e carinha conhecida.
E ao amanhecer tudo estava exatamente do mesmo jeito que ontem.
Embora muitas promessas sejam feitas e resoluções sejam tomadas, ninguém pára de fumar, emagrece ou encontra um amor quando o relógio muda os ponteiros de lugar nessa noite.
Tudo se repete, o tempo todo.
E tão rápido chega quanto passa toda a euforia das festas de fim de ano.
De nada adianta olhar  a vida e s seus semelhantes nesses poucos dias e se importar muito pouco com tudo e todos durante o resto do ano.
Aliás, o ano já mudou de configuração várias vezes na história.
Por vezes tem um dia a mais, em outros apenas um segundo, como aconteceu agora.
Em muitos lugares são as estações do ano deixam clara a passagem de todas elas, o que não acontece por aqui, onde podemos ter temperaturas altíssimas no inverno e precisar de casacos no verão.
E a vida vai passando, escorrendo por entre os dedos como areia, sem que possamos fazer coisa alguma para alterar o tempo.
Aproveite, pois, cada segundo. Cada dia que passa nunca é mais. É sempre menos.
Felicidades pra todos.



sábado, 12 de novembro de 2016

BAZAR DE NATAL

Eu sei que ando sumida, mas a causa é boa!

domingo, 23 de outubro de 2016

Feira de Natal

Oi meu povo!
Sumi, né?
Mas a causa foi justa...
Primeiro recebi visitas em casa, depois fui viajar, a sogrinha caiu e machucou a perna, precisando de curativos.
Quando tudo isso passou, peguei uma gripe daquelas, que me deixou acabada e, pra completar, completamente sem voz.
Ainda hoje quase duas semanas depois, a voz ainda não voltou ao normal, mas já estou conseguindo falar, mesmo que meio rouca.
Sem falar que no meio de tudo isso, ainda resolvi participar de uma feira de Natal, que está ame envolvendo bastante, pois tenho que preparar as peças para 3 dias de exposição e vendas.
Minha sala está de pernas pro (ainda!), pois além da minha "reforma" continuar devagarinho, ainda está cheio de caixas com as coisas que terei que levar pra feira.
Será no início de dezembro:


Quem sabe não nos encontramos lá?
Beijo enorme

terça-feira, 11 de outubro de 2016

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Toda atrapalhada



Olá meu povo,
Ando completamente atrapalhada com o tempo - ou a falta dele.
Tá certo, eu sou preguiçosa, odeio acordar cedo e, quando vejo, grande parte do dia já foi...
Mas se na vida o bom é fazer o que gostamos, então está tudo certo, pois eu adoro dormir de manhã....heheheheh
Ando com muitos projetos em andamento e, confesso, um tanto estressada por causa disso.
Acontece que quando vejo muitas coisas por fazer, acabo não fazendo nenhuma delas e arranjando mais "sarna pra me coçar".
Além de ser responsável por todas as tarefas de limpeza, organização e manutenção da minha casa, ainda cuido de manter algumas coisas na casa da sogrinha, de levá-la ao banco, ao médico, ao supermercado e pra almoçar sempre que posso.
Além disso, estou me preparando para participar de um bazar de natal. Você acha que é cedo pra pensar nisso? Nada disso! Já comecei há algum tempo e ainda tenho muita coisa por fazer. Felizmente conto com a ajuda de algumas pessoas que também estão preparando peças para o evento.
Será nos dias 9, 10 e 11 de dezembro. Passa rápido e daqui a pouco já estarei começando a fazer coisas pro bazar do ano que vem...
Essa semana não vou conseguir publicar nenhum vídeo no Youtube.  :-(
Espero que ninguém me abandone por isso.
Ideias não me faltam e muitas delas são postas em prática sem uma câmera de vídeo ligada.
Pode parecer fácil, mas gravar vídeos demanda um trabalho demorado e um pouco complexo. A preparação do ambiente, dos materiais, a edição dos vídeos e seu carregamento no Youtube são coisa que exigem planejamento e infraestrutura, que nem sempre tenho de tempo de organizar.
Quero mostrar um monte de coisas pras pessoas que gostam de acompanhar o canal e me sinto meio em falta com elas quando não consigo cumprir minha agenda, como nessa semana.
No entanto, pretendo compensar mniha ausência com vídeos bem legais para a próxima semana e as demais.
Espero que todos compreendam que nem sempre consigo fazer tudo sozinha e que muitas vezes fico enrolada como agora.
Já deveria estar na cama para conseguir acordar mais cedo amanhã e dar conta das coisas que me esperam nessa quinta, mas resolvi escrever um pouquinho antes de me deitar.
O bloguinho também está bem desatualizado - puxando a própria orelha!
Torçam pra que eu tenha uma boa noite de sono.
Com carinho