Páginas

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

SANTIAGO - Sky Costanera


SKY COSTANERA

É uma das grandes atrações de Santiago. Trata-se de uma torre de 300 metros de altura, onde estão distribuídos 62 andares, além de 6 andares de subsolo.


O acesso à torre fica no prédio do Center Costanera.
Do alto do prédio é possível ver a cidade em 360°.




Em pontos estratégicos do mirante encontram-se binóculos de onde é possível ver, além das Cordilheiras, os principais pontos turísticos da cidade.
O elevador é super-rápido e em 25 segundos você chega ao topo da torre, onde pode ficar o tempo que desejar.


Lá em cima não há restaurantes ou lanchonetes.
Os seguranças são guias ou os guias fazem a segurança? Não sei.... fazem as duas funções e são supersimpáticos.





Adorei essa foto!



No alto da torre a estrutura metálica não tem cobertura. Se estiver chovendo você vai se molhar. O piso cerâmico parece de madeira e tem inclinação suficiente para escoar a água da chuva sem causar desconforto para que anda pelo local.

SANTIAGO - Cerro San Cristóbal, Teleférico e Funicular

CERRO SAN CRISTÓBAL



Distante 7 quadras do Center Costanera, uma caminhada agradável por ruas e avenidas limpas e tranquilas.
Faz parte do Parque metropolitano de Santiago, maior parque metropolitano do Chile, com 737 hectares, que abriga o zoológico nacional do Chile e de onde se pode ter uma das vistas mais bonitas da cidade.


 É onde se encontram os pontos mais altos do teleférico e do funicular, este último com base no bairro Bella Vista.



No alto do cerro está a imagem da Virgem Imaculada Conceição, que tem 14 metros de altura e está sobre um pedestal de 8,3 metros. Foi fabricada em Paris e pesa mais de 36 toneladas.


 A vista lá de cima é maravilhosa. Para chegar até la é preciso subir uma escadaria que parece sem fim! É considerado um dos principais templos católicos do Chile, onde são celebradas missas ao ar livre.



 capela bem pequenininha, abaixo da imagem da Virgem



Pode-se ouvir musicas religiosas através de caixas de som espalhadas por todo o local e apreciar a paisagem das arquibancadas que foram construídas ao pé da Virgem.
Ao lado da igrejinha há uma área com muitos ex-votos e onde você pode deixar sua vela queimando em agradecimento ou algum pedido.


No caminho (ida ou volta)  até o alto, está uma outra igreja, muito linda e silenciosa.

TELEFÉRICO

Um dos passeios mais baratos e interessantes de Santiago.


Mais uma vez a vista da cidade é muito bonita.

As cabines comportam até seis pessoas.







Na entrada do teleférico existe uma lanchonete que tem um sorvete maravilhoso. Vale a pena experimentar.


Não funciona às segundas-feiras, dia de manutenção dos equipamentos.


 FUNICULAR


O funicular é uma espécie de trenzinho que sobe bem lentamente o Cerro San Cristóbal.
Em Santiago o mais comum e popular entre os turistas é o que está no bairro Bella Vista e dá acesso ao topo, onde se encontra a imagem da Virgem Imaculada Conceição e ao teleférico que nos leva até pertinho do Sky Costanera.


Filas grandes e alguma espera parecem normais. O embarque não demora muito. Creio que tenhamos ficado na fila cerca de 15 minutos.





Os preços são diferentes se a viagem será só de funicular ou se combinados ao teleférico. Idosos acima de 60 anos pagam menos e não é exigida nenhuma comprovação da sua idade.


Os mesmos trilhos são utilizados para subida e descida. Um desvio bem no meio do caminho permite que um trem passe bem do ladinho do outro sem nenhum problema.


Um passeio legal com mais uma vista maravilhosa da cidade.




CHILE - Valparaíso e Viña del Mar



VALPARAÍSO


É onde se encontra o principal porto do Chile, cerca de 150 km de Santiago. 
O porto que recebe tanto navios de carga quando os de passageiros.





A Câmara dos Deputados do Chile fica lá.



A cidade tem 33 morros absurdamente inclinados e 4 funiculares para atender toda a população local e visitantes.
As ruas são estreitas e muito inclinadas, muitas vezes permitindo apenas a passagem de um carro. Até os ônibus que servem a região são pequenos para que seja possível fazer todas as curvas das ruas e subir todas as ladeiras.




Na região do porto estão algumas casas comerciais e a Armada de Chile








Chama a atenção um prédio que tem arquitetura antiga "recheado" por outro, bem moderno e envidraçado.

As casas de madeira e zinco são antigas e cobertas de grafites e pichações, muitas delas incendiadas devido as péssimas condições das instalações elétricas.









Tem o mesmo estilo de La Boca, em Buenos Aires, sendo muitas vezes maior.


Em Valparaíso se encontra uma das 3 casas de Pablo Neruda: La Sebastiana.



A parte externa da casa estava sendo reformada e o jardim, em frente à casa, tem uma vista espetacular da cidade e do mar. O poeta dizia que as mulheres da cidade tinham as pernas mais bonitas do mundo, de tanto subirem aqueles morros sem fim ...heheheheh.















Em frente à casa dele encontrei algumas barraquinhas de artesanato e um anel em prata com lápis-lazúli maravilhoso, que ganhei de presente do marido.


Pode ser pitoresca, mas eu detestei a cidade. Não acho que valha a pena sair de Santiago para ver Valparaíso, a menos que você curta o estilo boêmio e meio sujinho da cidade.

Fomos até lá com uma empresa de turismo administrada por brasileiros, que nos cobrou 30000 pesos chilenos por pessoa, em carro privativo com capacidade para até seis pessoas.
Um guia muito gentil e atencioso, se esforçou bastante para se fazer entender, uma vez que não falava português. Achei que esse foi um dos problemas dessa viagem, visto que a empresa trabalha primordialmente no atendimento à brasileiros e os guias deviam falar português.
Nessa empresa (@321Chile) é possível fazer o mesmo passeio, que inclui a visita a uma vinícula e a cidade de Viña del Mar em vans compartilhadas por 25000 pesos chilenos.

VIÑA DEL MAR


Essa sim, deveria se chamar Paraíso...

Esse é o relógio de flores que tem bem na entrada da cidade. Foi inaugurado em 1962, quando a Copa do Mundo foi no Chile e Viña foi uma das sedes dos jogos. Tinha mecanismo suíço quando foi construído. Atualmente funciona com um sistema de satélite combinado a mecanismo de precisão e é bem preciso. Dá pra acertar seu relógio por ele. E todo mundo quer tirar foto com o relógio, que é todinho de flores.





Cidade praiana chique e sofisticada, com uma vista perfeita do oceano Pacífico.
Fiquei deslumbrada com a luz e a cor do mar na cidade.






Pedras e aves enormes – pelicanos – compõem um cenário lindíssimo.







Com muitos morros e condomínios incríveis construídos sobre eles, cada um com seu próprio funicular, a cidade é muito elegante.





Bem diferente da vizinha Valparaíso.
Lá se encontra o Hotel O´Higgins, muito badalado e frequentado pelas celebridades da década de 50. Puro glamour!

Parece que o balneário é inundado de argentinos no verão, assim como as praias do sul do Brasil.

Em frente aos condomínios verticais construídos nas encostas, pedras enormes abrigam dezenas de leões marinhos. Muito interessante!




Uma das duas únicas estátuas da Ilha de Páscoa que se encontram fora da ilha pode ser vista em Viña del Mar.


Fomos ao restaurante Castillo del Mar, muito estiloso e com uma comida bem boa.




A cidade tem muitos prédios e condomínios de luxo. Um deles tem um “coqueiro” que ocupa quatro andares do prédio, bem no meio dos outros andares. Nosso guia nos disse que é “o coqueiro mais caro do Chile”. De fato o coqueiro não é um coqueiro e sim uma antena disfarçada de coqueiro. Achei a ideia muito curiosa e bem bolada, não fosse o fato dessa “gracinha” custar uma fábula. 
Mas quem tem dinheiro e pode gastar e se dar a esses luxos tem mais é que fazer isso mesmo, já que caixão não tem gaveta, não é mesmo?



Já na saída da cidade um último mirante para admirar a paisagem.